Exponential Conference marcou último dia do BS Festival

A primeira edição da Exponential Conference em Porto Alegre mostrou que o evento vem para provocar emoções e sair do lugar comum. Educação, impacto social, comunicação, futuro exponencial, diversidade,  além da palestra de um cão da raça pug, essas foram alguns dos temas abordados no domingo, 18 de agosto, ultimo dia do BS Festival. 

Um painel sobre movimento PoA Inquieta abriu o evento, mediado por César Paz,  que trouxe a experiência da cidade de Medellín, na Colômbia, e toda sua transformação em 20 anos. A palestra do Batman, um cãozinho pug que é o CEO da Dobra, surpreendeu e encantou o público. A Dobra, empresa que ganhou destaque ao produzir carteiras com fibras que se assemelham ao papel, tem como propósito melhorar o mundo com seus produtos e inovou ao fazer a primeira palestra de um cão de forma descontraída para atrair a atenção para seu modelo de negócio.

Fausto Vanin, profissional da transformação digital e especialista em blockchain, inovou ao falar de diversidade e o espaço do negro na sociedade. Somos tratados como minoria no Brasil, quando, na verdade, somos a maioria. Mas diversidade não é olhar para apenas para um recorte da sociedade que tem uma necessidade”, afirmou. Também subiram ao palco iniciativas como a WTF! School e o encerramento foi com Dado Schneider, que agradou o publico ao falar de gerações. “Somos adultos inéditos, pois nunca houve adultos como nós, que viveremos 100 anos com saúde. Não nos diferenciamos por idade, mas por mentalidade”. Ele ainda encerou com sua conhecida palestra muda, que convida o publico a interagir e dançar.