Criador do carro elétrico brasileiro fala de futuro da mobilidade

Como será o futuro da mobilidade? Um dos experts no assunto, Mahatma Marostica, estará no BS Festival 2k19 justamente para abordar esse tema na palestra “Car-as-a-service: e a (R)Evolução da indústria automotiva”. Mahatma é engenheiro mecânico e fundador da empresa MOBILIS Veículos Elétricos, que desenvolve soluções para mobilidade com propulsão elétrica e lançou o Li, um veículo elétrico supercompacto. O BS Festival 2k19, acontece de 16 a 18 de agosto, em Porto Alegre, e é realizado pelo Black Sheep Project e Grupo Austral. Neste ano o slogan é “A Ovelha Negra dos Festivais”.

A palestra de Mahatma deve abordar as tendências, paradigmas e oportunidades que o mundo está enfrentando na mobilidade pessoal, com destaque para temas como carros elétricos, autônomos e a “servicificação” dá mobilidade. O engenheiro fala com experiência sobre o tema, enxergando as possibilidades e soluções que podem valer a pena para o mundo. “Veículos com propulsão elétrica não possuem emissões, utilizam energia elétrica, são compactos e com baixa manutenção”, explica ele. Contudo, Mahatma salienta que tudo isso não novidade. O que mudou atualmente foi a evolução das baterias e da telecomunicação, como as tecnologias 3G, 4G e Wi-Fi.

“A mobilidade está mais acessível, conectada e quanto mais elétrica, mais barata”, salienta Mahatma. Ele ainda cita modelos de sucesso como a 99 POP no case de Curitiba (PR). Quanto à realidade brasileira, ele admite que a evolução deve ser mais lenta. Segundo o engenheiro, isso está relacionado a muitos fatores, como as políticas públicas de incentivo, investimentos em infraestrutura e desenvolvimento de tecnologias próprias. Apesar disso, ele lembra que há uma vantagem no caso brasileiro. “Temos o benefício de ver tudo acontecer nos países desenvolvidos. Fica mais fácil pegar a ideia e adaptar”, afirma. Mahatma iniciou a carreira na equipe principal de rally da Chevrolet onde projetou e concebeu o veículos de alta performance OFF RUNNER, que competiu no Rally dos Sertões. Já o Li, projetado pela MOBILIS, é um veículo conectado integralmente com a rede (IoT).